PLANOS DE DESENVOLIMENTO - MARANHÃO

Plano de desenvolvimento socioeconômico e ambiental das bacias hidrográficas do Maranhão

O projeto inclui:

APRESENTAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO MARANHÃO:

ETAPA 1 - Pesquisar e desenvolver a compilação de dados secundários produzidos e publicados pelo INEP, IBGE, dentre outros, que sejam indicadores socioeconômicos dos municípios, das mesorregiões do Estado do Maranhão;

ETAPA 2 - Pesquisar e desenvolver a apresentação de dados primários pertinentes e relevantes para o diagnóstico e prognóstico pertinente, através de consultas diretas via meios de comunicação e, coleta de dados em campo em visitas a municípios das mesorregiões do Estado do Maranhão;

ETAPA 3 - Elaborar e apresentar conteúdos sistematizados que garantam a uniformidade de entendimento sobre cada um dos indicadores de desenvolvimento socioeconômicos apresentados;

ETAPA 4 - Desenvolver e apresentar recomendações de programas, estudos, projetos e ações que possam conduzir a promoção e ao desenvolvimento dos municípios, das mesorregiões do Estado do Maranhão;

ETAPA 5 - Apresentar o trabalho concluído com ênfase na qualidade deste produto, prestigiando a sua programação visual, incluindo ilustrações em cores na forma de tabelas, gráficos e de mapas das mesorregiões dos e municípios – conforme padrões constantes da Figura 1, e a qualidade de todo o material empregado.

PROJETOS DE ESTRUTURAS DE RESERVAÇÃO DE ÁGUA NO ESTADO DO MARANHÃO

Etapa 1 (Até julho de 2019):

Avaliação da topografia, por meio de dados secundários e escolha das bacias com potencial para serem implantados estruturas de reservação de água. Nesta etapa, foi indicada a bacia hidrográfica com as melhores características técnicas para a implantação de estruturas de reservação de água, para cada município. Os itens avaliados foram: tamanho da bacia de contribuição, proximidade da comunidade, relevo para implantação dos projetos e impacto ambiental. Além do critério técnico foram estudadas, as áreas sugeridas pela Codevasf por meio dos pareceres técnicos anteriormente repassados à Equipe UFV.

 

Etapa 2 (Até fevereiro de 2020):

Na segunda etapa, foram elaborados e entregues à Codevasf, os Estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental das áreas inundáveis potenciais selecionados na etapa anterior. As alternativas foram propostas em virtude da maximização do aproveitamento do vale onde ele será implantado, respeitando as condicionantes ambientais. Apenas o município de Conceição do Lago Açu foi descaracterizado nesta etapa, acarretando a impossibilidade da continuação dos estudos neste local.

 

Etapa 3 (Até dezembro de 2021):

Nesta etapa está prevista a confecção dos projetos para estruturas de reservação de água.